Ministério da Saúde - Agente Administrativo - CESPE / 2008

Mostrando 1 - 4 de 4

Lucineide Lucineide
8 postagens
Desde 26/08/11


Nesta prova, que vale dez pontos, faça o que se pede, usando o espaço para rascunho indicado no presente caderno. Em seguida, transcreva o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DISSERTATIVA, no local apropriado, pois não será avaliado fragmento de texto escrito em local indevido.
• Qualquer fragmento de texto além da extensão máxima de trinta linhas será desconsiderado.
• Na folha de texto definitivo, identifique-se apenas no cabeçalho da primeira página, pois não será avaliado texto que tenha qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.

Direito à saúde
O direito à saúde é parte do conjunto de direitos chamados de direitos sociais, que têm como inspiração o valor da igualdade entre as pessoas. No Brasil, esse direito apenas foi reconhecido na CF; antes disso, o Estado apenas oferecia atendimento à saúde para trabalhadores com carteira assinada e suas famílias; as outras pessoas tinham acesso a esses serviços como um favor e não como um direito. Na Constituinte de 1988, as responsabilidades do Estado foram repensadas, e promover a saúde de todos passou a ser seu dever: "A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação" (CF, art. 196).
A saúde é um direito de todos porque sem ela não há condições de uma vida digna, e é um dever do Estado porque é financiada pelos impostos que são pagos pela população. Dessa forma, para que o direito à saúde seja uma realidade, é preciso que o Estado crie condições de atendimento em postos de saúde, hospitais, programas de prevenção, medicamentos etc., e, além disso, é preciso que esse atendimento seja universal (atingindo a todos os que precisam) e integral (garantindo tudo de que a pessoa precise).
A criação do SUS está diretamente relacionada à tomada de responsabilidade por parte do Estado. Organizado com o objetivo de proteger, o SUS deve promover e recuperar a saúde de todos os brasileiros, independentemente de onde morem, de trabalharem ou não e de quais sintomas apresentem. Infelizmente, esse sistema ainda não está completamente organizado e ainda existem muitas falhas, no entanto seus direitos estão garantidos e devem ser cobrados para que sejam cumpridos.
Internet: (com adaptações).

A humanização é um movimento com crescente e disseminada presença, assumindo diferentes sentidos segundo a proposta de intervenção eleita. Aparece, à primeira vista, como a busca de um ideal, pois, surgindo em distintas frentes de atividades e com significados variados, segundo os seus proponentes, tem representado uma síntese de aspirações genéricas por uma perfeição moral das ações e relações entre os sujeitos humanos envolvidos. Cada uma dessas frentes arrola e classifica um conjunto de questões práticas, teóricas, comportamentais e afetivas que teriam uma resultante humanizadora.
Nos serviços de saúde, essa intenção humanizadora se traduz em diferentes proposições: melhorar a relação médico-paciente; organizar atividades de convívio, amenizadas e lúdicas, como as brinquedotecas e outras ligadas às artes plásticas, à música e ao teatro; garantir acompanhante na internação da criança; implementar novos procedimentos na atenção psiquiátrica, na realização do parto — parto humanizado — e na atenção ao recém-nascido de baixo peso — programa da mãe-canguru —; amenizar as condições do atendimento aos pacientes em regime de terapia intensiva; denunciar a "mercantilização" da medicina; criticar a "instituição total" e tantas outras proposições.
Internet: <www.scielo.br>.

Considerando que os textos acima têm caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema.

A NECESSIDADE DE HUMANIZAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE SAÚDE

Ricardo Souza Ricardo Souza
85 postagens
Desde 22/08/11


Fiz essa redação com 238 palavras, não cumpre as 30 linhas, mas chega perto. A vantagem é que consegui completá-la em uma hora, desde a ideia até a redação final. Aqui vai:

Em tempos recentes, muito se fala em “humanização” dos serviços públicos de saúde. Não basta somente atender a todos gratuitamente, é preciso que esse atendimento seja feito com qualidade. Apesar das múltiplas visões sobre o que seria um serviço de saúde “humano”, um certo consenso pode ser encontrado no seguinte preceito: “atenda o paciente como você gostaria de ser atendido”.

Muitas pesquisas já comprovaram a influência que os estados mentais (alegria, tristeza, raiva, estresse, otimismo, fé) têm sobre a saúde física dos pacientes, não só a longo prazo, como também nos períodos de convalescença. Portanto, o uso de abordagens que favorecem emoções positivas não é apenas uma questão ética, mas também tem profundas implicações para a eficiência do sistema público de saúde.

Mesmo considerando as graves limitações orçamentárias enfrentadas pelo SUS, nada impede que iniciativas simples e baratas sejam postas em prática para melhorar o atendimento. A relação médico-paciente pode ser melhorada com treinamento adequado; atividades lúdicas ou religiosas para os pacientes podem ser feitas em parceria com ONGs e igrejas; a adoção de programas consagrados como o “mãe canguru” até economiza custos.

O Ministério da Saúde, responsável pelo SUS, tem um papel fundamental na utilização eficiente dos recursos e no estabelecimento de diretrizes a serem seguidas pelo pessoal médico do Brasil inteiro. Somente com vontade política e investimento adequado o Brasil poderá alcançar a meta, prevista na Constituição, de prestar atendimento de saúde universal e integral.

luciene_nunes luciene_nunes
1 postagem
Desde 07/09/11


(Qual o título da sua redação ?)
Em tempos recentes (recentemente), muito se fala em “humanização” dos serviços públicos de saúde. Não bastasomente(<- palavra em excesso) atender a todos gratuitamente, é preciso que esse atendimento seja feito com qualidade. Apesar das múltiplas visões sobre o que seria um serviço de saúde “humano”, um certo consenso pode ser encontrado no seguinte preceito: “atenda o paciente como você gostaria de ser atendido”. Muitas pesquisas já comprovaram a influência que os estados mentais (alegria, tristeza, raiva, estresse, otimismo, fé) têm sobre a saúde física dos pacientes, não só a longo prazo, como também nos períodos de convalescença. Portanto, o uso de abordagens que favorecem emoções positivas não é apenas uma questão ética, mas também tem profundas implicações para a eficiência do “sistema público de saúde". Mesmo considerando as graves limitações orçamentárias enfrentadas pelo “SUS”, nada impede que iniciativas simples e baratas sejam postas em prática para (que o atendimento seja melhorado) melhorar o atendimento. A relação médico-paciente pode ser melhorada com treinamento adequado;(.) atividades lúdicas ou religiosas para os pacientes podem ser feitas em parceria com ONGs e igrejas;(.) a adoção de programas consagrados como o “mãe canguru” até economiza custos. ( que programa é esse? Você teria que ter explicado) O Ministério da Saúde, responsável pelo “SUS”, tem um papel fundamental na utilização eficiente dos recursos e no estabelecimento de diretrizes a serem seguidas pelo pessoal médico do Brasil inteiro. Somente com vontade política e investimento adequado o Brasil (cuidado com repetição de palavras) poderá alcançar a meta, prevista na Constituição, de prestar atendimento de saúde universal e integral.

Ricardo Souza Ricardo Souza
85 postagens
Desde 22/08/11


Oi, Luciene! Obrigado pelas sugestões! Concordo com a maior parte, mas sobre o título, a maiora das redações não leva título mesmo, se a banca não pede, não é obrigatório colocar.
Gente, vamos postar redações também! hehehe

Lucineide Lucineide
8 postagens
Desde 26/08/11


Alguns professores dizem para não colocar um título de forma alguma se a banca não solicitar. Pois o mesmo pode ser considerado como forma de identificação do canditado e com isso eliminá-lo do concurso.

Fica a dica.
Bons estudos.

ATEPASSAR TECNOLOGIA EM PORTAIS EDUCACIONAIS LTDA. / CNPJ: 13283895/0001-60 / Endereço: Rua do Apolo, 161 - Recife, PE - 50030-220 / Atendimento ao cliente
©2013 AtePassar.com. Todos os Direitos Reservados.
AtéPassar - Organizando seus estudos para concursos públicos